Sejam Bem Vindos ao Zayn News Brasil, a sua melhor e mais completa fonte sobre o cantor Zayn Malik no Brasil. Fique a vontade para desfrutar de todo o nosso conteúdo e explorar a nossa galeria de fotos, também nos acompanhe nas redes sociais para ficar ainda mais informado sobre tudo o que envolva o Zayn. Esperamos que gostem do nosso site e voltem sempre a nos visitar!
Zayn para Elle Índia!
05.02.2018
Compartilhe com seus amigos!

Zayn Malik não gosta de caixas. Nem a caixa de um arquétipo temperamental R&B. Nem a caixa que o cercou como um porta voz para comunidade mulçumana. E certamente, a caixa de criatividade restrita que ele foi forçado a escapar como um biscoito da boy band One Direction. “As pessoas precisam se livrar das caixas. Elas servem apenas para nos separam. Elas não fazem bem para nós,”  diz o garoto de 25 anos, espontaneamente, totalmente à vontade e quase liberto, como se estivesse derrubando a camada externa de sua casca de robô pop para deixar sua personalidade brilhar.

Faz quase três anos desde a a história de Grand Guignol do Malik que marcou a cultura pop: depois de um show em Hong Kong, em 2015, Malik decidiu deixar a banda. Coberto por rumores sobre sua separação com a cantora Perrie Edwards de Little Mix, e estando criativamente insatisfeito com a 1D, a pressão se tornou insuportável. “Eu acho que foi o tipo de música que eu estava cantando. Eu não sentia que estava sendo honesto,” diz ele. Naquele ano, ele voou para sua cidade natal, Bradford, no norte da Inglaterra, recuperou-se com a famosa receita de curry da sua mãe, e começou um plano para sair de dentro da caixa.

Em 2016, depois de um período de auto-redescoberta – que incluiu, conforme uma declaração, querendo ser “um cara normal de 22 anos” – ele mudou-se para Los Angeles,  procurou o produtor do Frank Ocean, Malay, e criou um dos álbuns mais atraentes e inesperados do R&B, Mind Of Mine, estando ao lado do Channel Orange [estréia do Ocean em 2012].

Agora, finalmente livre da ansiedade, ele está pronto para cair de cabeça em sua carreira solo. “Eu sinto que estou no controle, eu estou fazendo minhas coisas,” diz ele “Estou curtindo o que estou fazendo; então, é um pouco diferente.”

Entre sua garagem em Los Angeles, onde ele construiu um espaço de gravação, e um estúdio na Pensilvânia, Malik está dando os retoques finais em seu último álbum a alguns meses. “Eu tento não escutar as músicas que estão nas paradas [enquanto estou gravando],” diz ele, se referindo a inspiração por trás de seu álbum. “Mas, sempre sou inspirado pelas músicas antigas que amo desde criança – R. Kelly, Usher, Chris Brown. Vários artistas da época do meu pai… bastante de Donell Jones.”

Em seu segundo álbum, Malik gravou cerca de surpreendentes 87 músicas que devem ser reduzidas a pelo menos 10. “Eu tento escolher o que mais se parece comigo, o mais autêntico.” Isso na verdade significa que o Malik, um dos maiores músicos do milênio, terá que crescer ainda mais para se tornar completamente aberto, vulnerável  – um caminho distante de seus dias na One Direction, quando ele raramente falava durante as entrevistas em grupo. “Eu realmente ficava deslocado no meio público. Sempre estive no canto.” Hoje, claramente ele mudou de posição.

Isso também significa que – seguindo as respostas positivas recebidas em sua música em Urdu, ‘Flower’ – ele irá novamente cantar em Urdu. Isso reflete um nível de conforto em trazer essa parte de sua descendência – sua familiaridade com seu pai britânico-paquistanês –  em sua música. “Sem dúvidas há muito em Urdu; alguns sons qawwali. Também alguma vibe bhangra,” conta Malik, logo após acrescentar alguns destaques: “Eu tenho trabalhado com Ar Rahman em uma música. Foi interessante, porque [minha equipe] estava conversando com ele primeiro, dizendo ‘Bollywood, Bollywood…’ E então, ele entrou no Skype, e disse, ‘Existe um milhão de diferentes tipos de Bollywood. O que você quer?’ Eu tive que explicar que queríamos um mais qawwaly,um tipo de música sufi, e ele entendeu de imediato.”  O resultado da música é parte de uma profunda exploração de suas origens. Malik também recentemente gravou uma música para um filme Bollywood. “É uma das primeiras músicas que canto inteiramente em Hindi, então vai ser legal ver o que vão achar disso.”

O território é familiar ao Malik. Ele cresceu vendo Amitabh Bachchan e Aamir Khan, e irá recomendar Devdas! do Shah Rukh Khan em qualquer oportunidade que receber. “Antes do que eu possa imaginar [os filmes Bollywoods estavam] na TV.” diz ele. “Bollywood é impecável. Se você tiver a oportunidade de assistir um bom filme Bollywood, assista Devdas! Você já assistiu Devdas? Shan Rukh Khan está nele. Você sabe quem Shan Rukh Khan é?”  Graças a uma selfie quebradora de recordes, o mundo o conhece.

Malik e Khan se conheceram em Novembro de 2015, no Asian Awards em Londres. A selfie deles postada no twitter do Khan, reportou o maior número de retweets de todos os tempos em uma conta indiana. “Eu pessoalmente não era um grande fã dele até o conhecer. E perceber o quão humilde ele é. Realmente mostrou um lado diferente dele. Ele sempre me pareceu arrogante nos filmes, mas quando o conheci na vida real, ele foi muito legal. Ele mudou completamente minha opinião sobre ele.”

Por enquanto Malik está focado no que está por vir, e está sem tempo para o que chama de ‘merda negativa’ – como os rumores que circularam após deixar a 1D (que ele não ligava para as fãs ou a música), ou o “mundo da agressão masculina”, que ele lidou, como uma engrenagem nos maquinários pop, abordado em seu livro, Zayn.

Determinado que sua música abrange todas as facetas de sua identidade, Malik continua a se cercar de “fortes mulheres”, como sua mãe, uma chefe Halal da escola primária.“Se você quer uma solução pacífica e inteligente para um problema, encontre uma mulher para resolver. Tenho muita sorte de ter três irmãs, cinco tias e minha mãe. Elas me apoiam em tudo. Com o meu pai, ele não ia muito nas minhas aulas de teatro, ou em minhas apresentações. Mas, lentamente ele está começando a se introrsar agora que vê meu sucesso. Sempre senti que as mulheres estavam sempre por trás de mim [apoiando], não importa o que eu estava fazendo, elas estão ali para mim.” Ele está se dando bem com uma em particular sua namorada a modelo Gigi Hadid, a qual “o mantém equilibrado” , que o ensinou sobre a moda. “Eu não sabia quem Karl Lagerfeld era, Gigi teve que explicar para mim sua notoriedade,” ele sorri.

Para alguns, Zayn Malik representa o ressurgimento do ícone pop; que se destacou entre as músicas sem sabores das paradas. Para outros, ele é um garoto propaganda para cultura ultra-moderna, unindo as influências do Leste e Oeste através do poder inabalável, das canções de pista de dança. É um espaço raro a se ocupar – ser capaz de introduzir um publico Ocidental a um mundo que eles não imaginavam, e também como uma representação das fãs asiáticas p e muito poder emanando de uma jovem estrela, mas ele é capacitado. Apenas não o feche em uma caixa.

 

 

 

Fonte: Elle Índia 

Tradução e Adaptação por: Equipe Zayn Brasil
Arquivado em:   Entrevista Uncategorized